design

BYEPLASTIC Design e Sustentabilidade

A RatoRói é uma empresa de design, situada em Jaraguá do Sul, Sta. Catarina, que tem compromisso com a circularidade de materiais e a sustentabilidade. Eu os descobri no evento Inspira Mais, que por causa da pandemia, foi digital (Inspiramais)

Então, nesse post quero mostrar um pouco de um dos produtos que eles criam. É o BYEPLASTIC, um material 100% reciclado e reciclável, com o qual é possível criar peças de decoração, moda e papelaria. Trata-se de um laminado que ao ser produzido recupera em média 75 sacolas e embalagens plásticas por folha. Estas lâminas possuem espessura entre 0,3 a 1mm e podem ser usadas para criação de bolsas, casacos, luminárias, estojos, embalagens e muito mais.

O uso do BYEPLASTIC contribui para a sustentabilidade, uma vez que o plástico está entre os materiais mais descartados, sendo o Brasil um dos países onde acontece a maior quantidade desse descarte. A outra coisa importante é que o Studio RatoRoi, trabalha em parceria com catadores e pequenas empresas de reciclagem.

Do ponto de vista estético o material é elegante e sua aparência inusitada “acontece” de acordo com os pedaços de plásticos que o formam, trazendo cores e desenhos exclusivos.

Design de Superfície – Byeplastic – material criado pelo Studio RatoRói

Entre as peças feitas com o BYEPLASTIC destaca-se a luminária Corrupio, desenvolvida pelo designer cearense Érico Gondim, com desenho inspirado na brincadeira infantil que lhe dá o nome.

Luminária Corrupio - BYEPLASTIC - Design de Érico Gondim em parceria com a RatoRói
Luminária Corrupio – BYEPLASTIC – Design de Érico Gondim em parceria com a RatoRói

Outro projeto interessante são as máscaras desenvolvidas pela designer Flavia Amadeu em parceria com a RatoRói.

Máscaras de proteção para Covid com BYEPLASTIC- Design de Flávia Amadeu para a RatoRói
Máscaras de proteção para Covid com BYEPLASTIC- Design de Flávia Amadeu para a RatoRói

No instagram da RatoRói você poderá ver outros projetos. Acesse em  R A T O R Ó I (@ratoroi) • Fotos e vídeos do Instagram

Ciclo de Estudos e Práticas em Design de Superfície

Está acontecendo a partir de hoje, 13/01/2021 o CICLO DE ESTUDOS E PRÁTICAS EM DESIGN DE SUPERFÍCIE, promovido pela Universidade Federal de Santa Maria. O Evento é gratuito e transmitido pelo YouTube.

Assisti a ótima palestra desta manhã, com o professor Ricardo Rinaldi, que nos trouxe um panorama sobre Design de superfície apresentando, em resumo, três tipos de abordagens projetuais para DS: REPRESENTACIONAL, que “herda” técnicas de composição visual do campo geral do Design (conceitos de harmonia, contraste etc.) ESTRUTURAL, quando a superfície é a própria geradora do produto, como no exemplo da sandália Melissa, feita pelos Irmãos Campana, e RELACIONAL que leva em conta a relação do usuário com a superfície podendo, nesse caso, haver uma “resposta” ao contato do usuário, ao que o professor chamou de projetos de superfícies receptivas.

Esta forma de abordar o projeto de superfície foi anteriormente apresentado por SCHWARTZ (2008), conforme explicou o Professor Rinaldi. A pesquisadora citada, Ada Raquel Schwartz utiliza o termo”constitucional ” em vez de “estrutural”, pois situa a análise no que diz respeito mais à “materiais e aos procedimentos técnicos utilizados no processo de confecção de um produto”. Já o Professor Rinaldi complementa o assunto no sentido de que seja possível a compreensão da superfície como geradora do produto em si, ou seja, sendo ao mesmo tempo superfície e também a própria estrutura do objeto.

Fonte: SCHWARTZ, Ada Raquel. Design de Superfície: por uma visão projetual geométrica e tridimensional. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/89726 acesso em Janeiro, 2021

https://repositorio.unesp.br/handle/11449/89726